O conto do larápio 

No primeiro depoimento de Lula à Lava Jato, ficou evidente por parte de certos grupos midiáticos que se propicia o embate “Moro vs Lula”. Uma representação clara deste embate está na capa da revista Veja desta semana (imagem a baixo). Repare como Lula está em pé de igualdade, mesmo sendo réu, em relação a Moro. Este apresentando máscaras de cor azul, a lembrar as cores do PSDB, e Lula com o vermelho, lembrando as cores do seu partido, PT. É frustrante encontrar pessoas que acreditam que a Lava Jato é um processo para destruição de Lula ou do PT, ou creem nesse suposto embate entre um juiz e um réu. Explicaremos o motivo desta frustração no próximo parágrafo.
Capa Veja

A Operação Lava Jato nasceu em Curitiba pelo fato de um ex-deputado federal estar envolvido em um esquema de lavagem de dinheiro na cidade. Os doleiros Alberto Youssef e Carlos Habib Chater estavam envolvidos. Em uma das interceptações telefônicas dos doleiros, foi-se descoberto a doação de uma Land Rover Evoque ao ex-Diretor de  abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Numa das fases iniciais da Operação, uma das empresas de Paulo Roberto foi vasculhada pela Polícia Federal, que recolheu mais de 80.000 documentos, que se desenrolariam para a constatação de um esquema de corrupção gigantesco dentro da Petrobras.

Lava Jato Infográfico

 

A corrupção deste país jamais se determinou pelos limites falhos de um sistema ideológico partidário inexistente, pois sempre teve potencial de alcance de todos os atores neste sistemático jogo político brasileiro.

Um dos artigos mais vistos do Alma Política, O Verdadeiro Esquema, também retrata muito bem porque, inicialmente, partidos como o PT e PMDB eram mais citados em ações da Lava Jato que outros, e acredite, não foi por inclinação ou tendência política dos investigadores. Inclusive, esta tática de repetir uma mentira (no caso, de que o PT é perseguido exclusivo da Lava Jato) é prática vergonhosa entre grupos políticos, como quando viralizou a suposta fala de Deltan Dallagnol: “Não temos provas, temos convicções”. Esse esparro de inverdades fazem com que a população retire, mesmo que inconscientemente, sua confiança na Operação. Esta confiança para ser reconquistada, se um dia for, demorará muito. Esta prática de repetir mentiras até que se tornem verdades também já foram temas do Alma Política.

Por mais que seja o óbvio, faz-se necessário informar que o PT jamais teve exclusividade nas investigações. Até porque, quando o ministro Teori Zavascki abriu inquérito para investigar 47 políticos, 21 deles eram do PP, 7 do PMDB, 6 do PT, 1 do PSDB e outro do PTB. Os dados aqui expostos apresentam uma ideia numérica de uma das aberturas de inquérito da Lava Jato, trazidos aqui pro texto para ilustrar e desconstruir o argumento de um partido único como único como “alvo”. Contudo, a principal ideia que se deve desconstruir é a ideia de que a classe média com suas camisas da seleção estão de um lado, e os vermelhos da esquerda de outros. É aí que muitos se confundem. A corrupção deste país jamais se determinou pelos limites falhos de um sistema ideológico partidário inexistente, pois sempre teve potencial de alcance de todos os atores neste sistemático jogo político brasileiro.

A Operação Lava Jato já tem 139 condenações, com período de penas que superam os 1415 anos. 8 Acusações de improbidade administrativa, sendo 50 contra pessoas físicas, 16 contra empresas, 1 partido político (Partido Progressista). A operação requere um ressarcimento de R$38,1 bilhões. 767 Buscas e apreensões, 207 conduções coercitivas, 197 prisões temporárias e/ou preventivas. O que mais pode assustar da dimensão de toda a investigação são seus números internacionais: 183 pedidos de acordos internacionais, entre eles 130 pedidos ativos para 33 países diferentes.

Leitor, ao escrever este artigo, tenho a clara intenção de desmistificar várias histórias lidas na internet e ouvidas por todos os cantos do Brasil, mas, principalmente, tenho a intenção de guiá-lo numa compreensão melhor dos fatos e do que hoje acontece em nosso grandioso país. Como disse num excelente artigo sobre o tema, o jornalista Cleber Toledo diz: “Nossa democracia está consolidada, e nada vai nos tirar deste caminho. Nem a maior quadrilha da história do Brasil, nem aqueles enganados por ela”. Não se deixe enganar-se pelo discurso de um grupo de políticos que saqueia você e apodrece o estado brasileiro. Seja consciente, jamais massa de manobra. Espero, humildemente, que você saia desta leitura com mais informações sobre a Operação Lava Jato e de todo esse processo inédito em terras brasileiras.

 

 

Anúncios

Opina, comente! Seja livre para dar sua opinião nesta postagem de A Alma Política

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: