Existe ciência aqui?

Com os recentes escândalos de corrupção que assolam o país, crise econômica global e nacional, além da crise presidiária brasileira, pouco temos tempo para entender a complexa situação da ciência brasileira. Na visão geral do brasileiro, temos uma cultura que despreza a área científica, principalmente por ser uma área que beira a inexistência em comparação com a ciência de potências estrangeiras. Bem, adianto para os leitores que este artigo tende a mostrar-lhes a dimensão, e, logicamente, os problemas da existente e forte ciência nacional, projetos e projeções do futuro da área no país.

Portanto, qual seria sua reação ao saber que o Brasil detém pesquisas que provocariam a remissão do câncer e praticamente sem efeitos colaterais para o paciente?1 É uma iniciativa brasileira que está sem perspectiva e rumo pelo pela falta de apoio financeiro. E qual é sua reação ao descobrir que temos o supercomputador mais potente da América Latina, comprado da França e sem funcionar por falta de verbas?Seu custo mensal gira em torno de R$500.000, contudo, seus benefícios superam em muito este número. O motivo é simples: o supercomputador tem mais de 70 projetos previstos, inclusive referentes ao zika vírus, mal de Alzheimer e Pré-sal. Mais uma: pesquisadores nacionais desenvolveram tecnologia de detecção do mal de Alzheimer em apenas 30 minutos, por um custo de R$3,00, substituindo uma tomografia computadorizada de custo entre R$400 e R$800³.

Um fator determinante para a diminuição da capacidade científica nacional é ser muito vinculada ao estado. Não que o problema em si seja este, mas o fato de que, numa crise das proporções que passamos, os orçamentos com menos repercussão, poucos conhecidos da mídia e mal exigidos da população brasileira, tornam-se os primeiros a sofrerem corte, e o pior, é que não notamos a falta de financiamento porque as pesquisas não nos tiram privilégios hoje, mas nos tiram oportunidades melhores amanhã.

Partindo para o lado dos dados financeiros, como andam as verbas do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)? Péssimos! Como segue o gráfico no fim da matéria4, o orçamento do ministério caiu de R$8,4 bilhões em 2013 para um vergonhoso R$3,3 bilhões em 2016. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência do MCTI, indica que o fornecimento de bolsas de estudos no exterior estão suspensas até que a condição financeira do país melhore. Apenas o financiamento de bolsas de brasileiros no exterior caiu de 16.943 em 2014 para 72 em 2016, uma redução de 99,58%.

É difícil concluir um texto com uma temática de futuro tão incerto. Bem, foi possível perceber que o Brasil tem um potencial científico enorme, e os que atualmente desenvolvem conteúdo científico por essas terras são guerreiros, tanto por terem permanecido em território nacional, como por fazerem milagre ao administrarem seus projetos com um orçamento tão limitado. Mas, para resolver isto, a forma mais rápida hoje é uma abordagem maior e diária do assunto pela mídia, para buscar o interesse do brasileiro pelo assunto, e, claro, fazê-lo compreender o grande potencial que temos na área, a fim de potencializar seus investimentos, ganhos e rendimento.

ciencia1

 

1- http://migre.me/w2tgW

²- http://migre.me/w2tho

³- http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2017/02/ufscar-cria-sensor-que-detecta-o-mal-de-alzheimer-em-apenas-30-minutos.amp?client=ms-android-om-lge&espv=1

4- http://ciencia.estadao.com.br/noticias/geral,com-menor-verba-em-12-anos–ciencia-perde-r-1-bi-e-bolsas-sao-congeladas,1855374

 

 

 

Anúncios

Opina, comente! Seja livre para dar sua opinião nesta postagem de A Alma Política

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: