O mito do desemprego estrutural

Com a adição de novas maneiras de se trabalhar e novas tecnologias no ambiente de trabalho, há também a mudança e o receio a esta mudança. Refiro-me ao desemprego estrutural. Em geral, há duas formas de desemprego conceituais hoje: desemprego estrutural e conjuntural. Ó conjuntural é o desemprego proveniente de crises econômicas, e tem por base demitir para economizar em tempos de vaca magra. Já o estrutural, que esse artigo irá aprofundar, é a “troca” do homem pela máquina, ou seja, um ser humano é demitido pela adoção de novas tecnologias.

A hipótese de que o emprego estrutural é um problema atual demonstra a falta de desvelo com os livros de economia, pois estamos habituados apenas a enxergar o básico, e não o “por trás dos panos”. Tenhamos tal exemplo: a profissão de cocheiro (condutor de carroça ou carruagem), acendedor de lampiões (em época que não existia lâmpada), cobrador de ônibus, datilógrafo (quase totalmente “extinto”) são apenas algumas das profissões que desapareceram com o tempo. E por acaso isto demonstra um aumento no número de desempregos? Não! Apenas demonstra que o datilógrafo tornara-se digitador, o cocheiro tornara-se motorista, e por aí vai. Se tivermos uma visão limitada, não veremos que as profissões não se extinguem, e sim se adaptam com as necessidades de cada sociedade.

Caso ainda não esteja convencido que o desemprego estrutural não é um mal hodierno, siga lendo este artigo. Muitos podem dizer, como um bom exemplo, que os braços robóticos, máquinas usadas na indústria, demitem milhares de industrialistas de acordo com o nível de tecnologia inserido no país. Mas, se a Apple demitir 10.000 funcionários e gere uma economia trocando estes homens por máquinas, a empresa terá mais dinheiro em caixa. Mais capital disponível, mais se faz investimento e, consequentemente, mais se precisa de executivos, designers, desenvolvedor de aplicativos, editor de conteúdo, técnico de suporte e outras profissões  para oferecer seus serviços para aportar uma boa administração da empresa. Sem contar que, o dinheiro investido por ela gerará empregos em outras empresas.

Se tivermos uma visão limitada, não veremos que as profissões não se extinguem, e sim se adaptam com as necessidades de cada sociedade.

Seguindo a lógica da ideia, a tecnologia não apenas adapta profissões como também as cria do zero. Um exemplo recente? Piloto de avião, copiloto e aeromoças, tendo em vista que o avião fora criado há menos de 150 anos por Santos Dumont. Todos os servidores da Força Aérea Brasileira também não estariam em serviço, pois, em geral, quaisquer profissões ligadas ao ambiente aeroespacial não estaria em atividade…E se a hipótese de que o desemprego estrutural é negativo fosse legítima, os países com maior nível e implementação tecnológica no ambiente de trabalho seriam os que apresentam os maiores índices de desemprego. E, felizmente, é o contrário. Confira o índice de desemprego de alguns países selecionados:

Detentores de um nível alto de tecnologia no ambiente de trabalho:

Estados Unidos da América- 4,9%

Suíça – 3,8%

Reino Unido – 5,1%

Não detentores de um nível alto de tecnologia no ambiente de trabalho:

Albânia – 17,50%

Porto Rico – 12,2%

Áustria – 10,90%

Sérvia – 17,30%

Observação: obviamente, um nível alto de tecnologia no ambiente de trabalho não é o único fator relacionado com o desemprego num determinado país. Estes países foram selecionados com o único propósito de ilustrar o conteúdo do artigo em questão, e, é claro, há países com pouco nível de tecnologia em suas fábricas/setores produtivos que conseguem manter um baixo nível de desemprego, como Cuba (desemprego em 2,7%) e Honduras (4,3%).

Ao analisar algum fator que, de alguma forma, impacte na economia, não se pode ter uma visão limitada dos fatos. Tenha sempre uma maneira de encarar o mundo analisando o que se vê o que não se vê. Talvez, antes de ler esse texto você imaginava que o desemprego estrutural é um mal do século, mas se analisasse os resultados reais e os impactos positivos gerado pela tecnologia , nem precisaria ler esse texto para entender todos os benefícios que a tecnologia traz para nossa sociedade!

 

 

 

Anúncios

Opina, comente! Seja livre para dar sua opinião nesta postagem de A Alma Política

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: