Manifestações

Direito legítimo de manifestação… Exercer os direitos democráticos garantidos por lei… O que isso tudo quer dizer?! Essas frases resumem o 5° artigo da Constituição Federal, parágrafo 1°, inciso IX: “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação independentemente de censura ou licença;”. Expressar sua opinião é um direito básico que todo cidadão, de quaisquer partes do mundo deve tê-lo garantido. Manifestar-se contrário à presidenta Dilma Rouseff, não é um golpe, não é uma ação da “elite liberal burguesa”, muito menos ação terrorista, é o ato de expor contradição ao governo, e um ato legítimo, obviamente.

As manifestações do dia 15/03, foram organizadas pelo facebook, e divulgadas principalmente pelo whatsapp e pelo bate-papo “ao vivo”. Tiveram como foco a corrupção na Petrobras, e pedido de impeachment da presidente Dilma Rouseff. Alguns casos mais extremos pediam a volta de uma ditadura militar no Brasil, engraçado, já que se vivêssemos uma ditadura estes não teriam liberdade de expressar publicamente vontade de mudança política. Contradições e extremos à parte, vejamos o grosso das manifestações. Pessoas das mais distintas classes sociais, que tenham votado, em outubro de 2014, tanto no Aécio Neves, Marina Silva, e na própria Dilma Rouseff, frustrados com o aumento no preço do petróleo em terras brasileiras, inflação em cima do teto, e mudanças no tempo mínimo de estipêndios concedidos pelas leis trabalhistas, estavam lá presentes. Eles eram brancos e negros, pobres e ricos, religiosos e ateus, hétero e homossexuais, o Brasil foi às ruas! E isto é o que importa.

Sinto dizer que, ontem, nas ruas de Palmas-TO, nem o carro de som, nem as vozes das 18.000 pessoas ali presentes (segundo dados da organização do evento), nem cartazes pediam Reforma Política, em tramitação na Câmara Federal, quem dera pressionaram a investigação dos suspeitos de participarem do esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato. Seria interessante também se tivéssemos levantado bandeiras regionais, aproveitando a grande visualização que isso atrairia para nós, seria algo impactante, seria algo forte.

Eles eram brancos e negros, pobres e ricos, religiosos e ateus, hétero e homossexuais, o Brasil foi às ruas! E isto é o que importa.

O gigante não está adormecido. As manifestações de 2013 voltaram, com mais força, e eu espero que a política seja mais lida e compreendida por nós, brasileiros. Um povo forte e unido, com requisições que sejam aproveitadas pelo seio da sociedade brasileira, feita com pressão popular, como foi em ontem e será nas próximas oportunidades, tem o potencial e todo o poder necessário para que se faça as mudanças que precisam ser feitas, sejam elas no Congresso, sejam elas na mentalidade do povo, seja elas aonde quer que for. Sejamos cidadãos mais ativos, participemos da vida política do nosso país, e que façamos a mudança que o Brasil precisa.

15/03/2015 Gustavo Milhomem
15/03/2015 – Palmas-TO
Gustavo Milhomem
Anúncios

Opina, comente! Seja livre para dar sua opinião nesta postagem de A Alma Política

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: