Indignação acostumada

A farra com o dinheiro público, frase tão usada que, infelizmente, já perdeu o seu efeito, caracteriza muito bem o que ocorre hoje em várias Assembleias Legislativa, Câmara Federal e Senado Federal. A massa da sociedade brasileira está tão indignada e acostumada com isso, que a própria indignação não gera mais um efeito de revolta. Nós estamos tão acostumados com essa audácia, que, em mais de 500 anos de história, poucos são os casos que mudaram a forma da população de pensar (Conjuração baiana, por exemplo). O pensamento racional é a única forma possível de alcançar um estado de bem-estar social, de articular e formular melhor as ideias que nos vêm a cabeça, e cobrarmos de nossos representantes eletivos.

A massa da sociedade brasileira está tão indignada e acostumada com isso, que a própria indignação não gera mais um efeito de revolta

Em 2012, tínhamos 7 Assembleias que pagavam o auxílio-moradia para seus deputados estaduais, eram elas: São Paulo, Maranhão, Bahia, Pará, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina (lembrando que o auxílio-moradia tocantinense foi votado e aprovado no apagar das luzes, na última sessão de 2014). Bem… e o que é auxílio-moradia? Um auxílio complementar de renda direta para ajudar a manter os custos de moradia do beneficiário. E é mesmo preciso? Temos hoje, um país que tem como base salarial de professores, uma quantia por volta de R$1920,00. Detalhe:  o auxílio-moradia tocantinense oferece um bônus financeiro de R$3.800,00 por mês à cada deputado(Tocantins, 2015)! Isso tudo sem contarmos o salário principal do político em questão, em geral, um deputado estadual/federal recebe uma renda fixa superior à R$20.000,00. E tem-se necessidade para isso tudo? Vejamos…

No Maranhão, há deputado estadual com mais de 13 imóveis particulares declarados na receita federal, e, mesmo assim, o cidadão continua recendo o auxílio-moradia da Assembleia Legislativa. Em São Paulo o caso se repete, com quatro deputados com mais de 5 imóveis cada, que abusam da renda extra, sem necessidade de recebê-la. No Tocantins, temos um déficit de mais de 90.000 moradias, enquanto 22 dos 24 deputados estaduais eleitores em outubro de 2014 estão recebendo o auxílio. Façamos uma analogia: se um idoso estaciona numa vaga especial sem ter a licença expelida pelo DETRAN, é moral, contudo, é ilegal. Se um deputado diz que o recebimento do auxílio é feito dentro da lei, ele diz a verdade, é legal, contudo, imoral.

Façamos uma analogia: se um idoso estaciona numa vaga especial sem ter a licença expelida pelo DETRAN, é moral, contudo, é ilegal. Se um deputado diz que o recebimento do auxílio é feito dentro da lei, ele diz a verdade, é legal, contudo, imoral.

A Assembleia Legislativa do Tocantins, segundo a Lei Orçamentária Anual de 2015, terá um orçamento de R$174.202.400,00, 6,48% a mais que 2014. O valor próximo das despesas que teremos exclusivamente com o auxílio-moradia chega à quase R$1.000.000,00. Juntando esse milhão mais as outras despesas, consideradas por nós como imorais e extravagantes, toda essa despesa deve consumir grande parte do orçamento da AL. José Bonifácio, deputado estadual eleito em outubro de 2014, chegou a criticar alguns manifestantes no dia da posse dos deputados no dia 1° de fevereiro na AL Tocantins, chamando-nos de vagabundos, pouco escolarizados (quem é ele no campo intelectual comparado à doutores legítimos, como Édi Bedini, professor do curso de Administração da UFT, e Patrícia Orfila, professora do curso de Arquitetura e Urbanismo?). Segundo o deputado, ele receberá o auxílio pois é direito dele, e disse que já que outros órgãos tem o auxílio, porque eles não teriam? É, no mínimo, algo para se refletir.

Conheça os políticos, investigue-os, busque,, leia!
Conheça os políticos, investigue-os!
Anúncios

Opina, comente! Seja livre para dar sua opinião nesta postagem de A Alma Política

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: